Thunder Wave

Tumblr do blog Thunder Wave.
Séries, Filmes, Games, Tecnologia e muito mais sobre esse nosso mundo nerd!
www.thunderwave.com.br
Quem eu sigo

Se arrependimento Matasse

 Deveria ser um encontro agradável…

Se Arrependimento Matasse é a obra de estréia do escritor parceiro do Thunder Wave, Alma Cervantes.

Quem acompanha minhas resenhas aqui no Thunder Wave, com certeza já notou que sou muito fã de suspense. Romances policiais, claro, estão inclusos nessa lista e Se Arrependimento Matasse tem tudo o que um fã do gênero gosta, personagens estruturados, um hotel e um assassinato. É o tipo de livro que nos prende na leitura até descobrir quem é o assassino, não importa se para isso ficaremos acordados até às 3 da manhã.

Em Se Arrependimento Matasse, três amigos que não se viam desde a época do colegial, Alex, Alice e Rebeca, marcam de passar um final de semana no hotel dos pais de Alex. Os dois rapazes ( sim, dois rapazes, Alice é um garoto!) e a garota estão empolgados em relembrar os bons tempos de sua amizade, mas um terrível assassinado atrapalha seus planos. Após um jantar de negócios, o pequeno grupo que estava hospedado no hotel encontra o cozinheiro assassinado na cozinha. Agora, todos são suspeitos e estão presos juntos até descobrir quem é o verdadeiro assassino.

Alma Cervantes se declara fã de Agatha Christie, fato que se comprova rapidamente durante a leitura. O modo como foi escrito lembra bastante os elementos da Autora, um evento com um assassinato e uma investigação. Além da ambientação, Alma Cervantes também dá sutis dicas do assassino e motivo no desenrolar dos acontecimentos, dando ao leitor a chance de tentar desvendar o mistério ( eu descobri quem era o assassino e errei algumas coisas no motivo), outro elemento presente nas escritas de Christie.

Alma Cervantes

O maior destaque do livro é como os motivos e acontecimentos são perfeitamente explicados. Foi uma história claramente muito bem pensada, e igualmente bem explicada.

A única coisa que não me agradou na obra, foram as demoradas explicações. Durante as “investigações”, cada personagens conta detalhadamente o que aconteceu com eles antes do crime, o que se torna repetitivo rapidamente, muitos detalhes que já sabemos poderiam ter sido poupados com uma frase que dá a entender que o personagem explicou o acontecido.

Tirando esse pequeno detalhe, o livro é perfeito. Irá com certeza agradar aos fãs de um bom mistério, surpreendendo no fim.

Você que já leu o livro, responda nos comentários se conseguiu desvendar o mistério do assassinato.

Página do livro no Facebook     Página do livro no Skoob  Página do Autor no Skoob

The Walking Dead

As três primeiras temporadas de The Walking Dead chega à Netflix na América Latina a partir do próximo dia 25 de agosto.

A série que  de drama e terror bate recordes de audiência é produzida pelo AMC, baseada na obra criada por Robert Kirkman e conta a história das consequências de um apocalipse zumbi. Protagonizada por Andrew Lincoln, Sarah Wayne Callies, Jon Bernthal e Chandler Riggs, um pequeno grupo sobreviventes viaja através dos Estados Unidos em busca de um novo lugar, longe da horda dos zumbis.

Depois de despertar de um coma em um hospital abandonado, o oficial de polícia Rick Grimes (Andrew Lincoln) se dá conta de que o mundo que conhecia já não existe mais, o caos tomou conta da cidade e os mortos vivos dominam as ruas, inexplicavelmente.

Veja mais sobre The Walking Dead aqui.

Filho

Fazer parcerias com autores é sempre muito divertido. Temos a oportunidade de conhecer obras novas que se mostram muito interessantes. Porém, vez por outra lemos uma obra que não nos agrada e isso mostra a parte chata do nosso trabalho, apontar os defeitos de um livro onde conhecemos o escritor. Infelizmente, Filho se encaixa nessa descrição. A leitura como um todo não me agradou.

Acredito que o principal motivo desse desagrado tenha sido a temática. É (mais) uma história de vampiros, mesmo que seja diferente dos romances vampirescos atuais. Outro ponto crítico foi o modo como foi escrito, indo e voltando no tempo. O próprio narrador comenta que o leitor pode não gostar desses saltos temporais, mas ele irá escrever assim de qualquer modo. O problema foi que, além de confundir um pouco na história, tirou completamente o elemento curiosidade, não ficamos presos à leitura querendo saber o que vai acontecer, porquê o que foi proposto na sinopse foi à muito resolvido e demos um salto no tempo para outro problema.

A narrativa “conversando com um amigo”, aquela em que o narrador conta a história como se estivesse tomando um café e te falando como tudo aconteceu, na minha opinião, é algo ousado e perigoso. Tem casos que dá muito certo, cito Rick Riodancomo exemplo, e em outras não dá tão certo. Não estou dizendo que não funcionou nesse livro, para mim não agradou, mas pode agradar a outros.

Finalizo essa resenha lembrando que gosto é gosto. Pessoalmente, não agüento mais vampiros e não gosto de saltos temporais na leitura, mas isso não impede que você , leitor, goste. Por isso, indico aos leitores que como eu não gostam, que não esperem que essa leitura os agradem. E aos que gostam, que não tenham medo de tentar, vai que, no fim, você se identifica com o livro.

Filho foi publicado pela Dimensões ficção, um selo da Editora Multifoco.

Saiba mais sobre o autor R. Lousa Santos aqui.

Michael C. Hall

A produtora Entertainment One continua com o projeto, anunciado em 2012, de fazer a minissérie God Fearing Man, adaptada de um roteiro original de Stanley Kubrick. 

Segundo o The Hollywood Reporter, Michael C. Hall, o famoso protagonista de Dexter, se comprometeu a estrelar e atuar como produtor executivo da minissérie.

God Fearing Man narra a história real de Herbert Emerson Wilson, um Pastor Canadense que se tornou famoso por assaltar bancos utilizando métodos científicos. A trama mostrará como o mesmo acabou se tornando um dos melhores assaltantes de cofres e bancos no início do século 20

God Fearing Man será adaptada pelo britânico Stephen R. Clark. A produtora ainda está em busca de canais de TV para exibir a minissérie.

Turnê Doctor Who

O novo Doctor, Peter Capaldi, e sua acompanhante Jenna Coleman chegarão ao Rio de Janeiro no dia 18 de agosto.

O início da turnê mundial Doctor Who: The World Tour, começou ontem, no Castelo de Cardiff, no País de Gales. O décimo segundo Doctor, Peter Capaldi, chegou à estreia de lançamento da nova temporada em grande estilo. Afinal, a TARDIS, máquina do tempo utilizada pelo doutor durante os 50 anos de série, surgiu no topo do castelo, fazendo com que fãs e jornalistas ingleses entrassem no clima da nova temporada.

Ao lado da sua companheira Jenna Coleman (Clara Oswald), e do produtor executivo da série, Steven Moffat, o novo doctor conversou com os fãs antes do lançamento oficial da turnê para a imprensa.
Confira o trailer do início da turnê Doctor Who: The World Tour:

Hoje foi divulgada a sinopse de Deep Breath, primeiro episódio da oitava temporada de Doctor Who que terá sua estreia no Reino Unido e no Brasil no dia 23 de agosto:

Quando o Doutor chega à Londres Vitoriana (meados do século XIX) ele encontra um dinossauro desenfreado em pleno Rio Tamisa, em meio a uma série de explosões espontâneas. Quem é o novo Doutor? Sua amizade com Clara sobreviverá mesmo durante uma terrível missão no coração da conspiração alienígena?

No próximo dia 18 de agosto, Peter Capaldi, Jenna Coleman e Steven Moffat desembarcam no Rio de Janeiro para um encontro inédito com os fãs do Brasil. O evento será no auditório Vivo Rio e em breve serão anunciados o horário e como adquirir os ingressos na página do Facebook da BBC Brasil.

Doctor Who: The World Tour é a primeira turnê mundial realizada para essa icônica série britânica e fará Peter Capaldi e Jenna Coleman percorrer sete cidades no mundo durante 12 dias. A turnê teve início ontem (7 de agosto) em Cardiff, País de Gales, de onde partiu para Londres (Reino Unido), Seul (Coréia do Sul), Sydney (Austrália), Nova Iorque (EUA), Cidade do México (México) e Rio de Janeiro (Brasil).

Paraí­so - Um Lugar Onde Tudo Parece Perfeito

Um Lugar onde tudo parece perfeito… ou quase tudo.

Ler Paraíso foi uma experiência única na minha vida. Logo que peguei o livro, dei um leve torcida de nariz para o que a sinopse prometia, pois não sou nada fã de romance e acho os narrados em primeira pessoa pela mulher um tanto quanto enjoativos. Para minha surpresa, mesmo sendo um romance, Paraíso conseguiu me prender já nas primeiras 10 páginas e a partir dali, só soltei o livro quando terminei a leitura.

A narrativa de Deyse R. Nicoli merece os créditos pela delícia que é ler essa obra. Além de ser muito leve e fluída, consegue ser intrigante e despertar a quantidade exata de curiosidade necessária para te fazer ler até o fim, sem pausas. Para mim, grande parte dessa curiosidade se dá ao fato de Paraíso ser baseado em alguns fatos reais da vida de Deyse, fiquei me perguntando onde acabava a experiência da autora e começava a fantasia, mesmo tendo certeza que o romance proposto saiu da fantasia dela, muitos fatos e tragédias deixam essa dúvida no ar.

Paraíso

Débora já passou por muitas dificuldades na vida. Cansada de ser atormentada pelo passado, resolve fugir da sua realidade e recomeçar sua vida em um lugar novo. Para isso, aceita o emprego de professora na cidade de Vila Paraíso, um lugar lindo e distante. O emprego a obriga a morar na fazenda de seus empregadores, uma família maravilhosa. Assim conhecemos Dona Carmem, mãe de três lindos filhos, Léo, Max e o casca grossa Marcos. A família, junto de Eva, esposa de Max, cuidam da produtiva fazenda. Marcos, assim como Débora, tem muitos sofrimentos no seu passado, o que deixa a relação deles bem complicada.

As relações descritas na obra conseguem cativar os leitores. Rapidamente vemos uma linda amizade se formando entre Eva e Débora, a relação entre os donos da fazenda, assim como a família de Débora, são capazes de dar inveja em qualquer um. A única coisa que, em certo momento, me desagradou um pouco foi o romance. Em certo ponto o foco é unicamente o romance, o que desagrada um pouco as pessoas que, como eu, não são muito fãs desse assunto. Ainda assim, Paraíso merece milhares de pontos positivos por conseguir cativar uma pessoa que REALMENTE não gosta de obras de romance.

Portanto, fecho essa resenha recomendando fortemente a leitura de Paraíso. Sendo fã ou não de romances, o livro irá te agradar com certeza, te fazendo rir e chorar.

Paraíso pode ser encontrado no Skoob e está à venda nas melhores lojas.

Elenco de Hemlock Grove no Brasil

As atrizes Famke Janssen e Maddie Brewer visitarão São Paulo para promover a série.

A Netflix acaba de confirmar o nome de algumas estrelas do elenco de Hemlock Grove que visitarão o Brasil em agosto. Nomes como o da atriz Famke Janssen (X-Men, Nip/Tuck) e do produtor executivo da série, Eli Roth (Canibais, Cabana do Inferno, O Albergue), estarão no país para promover a série de terror original da Netflix.

Elenco de Hemlock Grove Brasil

A atriz Maddie Brewer (Orange is the New Black), que integra o novo elenco fazendo um triângulo amoroso com Roman Godfrey e Peter Rumancek, também está confirmada para visitar o país.

Os atores visitarão São Paulo para um encontro exclusivo com a imprensa e fãs da série. Essa é a primeira vez que o elenco virá ao país.

Hemlock Grove é uma série cheia de suspense, assassinatos e criaturas assustadoras, como lobisomens e vampiros. A série já recebeu uma indicação ao Emmy de Melhores Efeitos Especiais e ainda tem em seu elenco os atores Bill Skarsgård, Landon Liboiron, Dougray Scott, Joel de la Fuente e Tiio Horn.

A segunda temporada de Hemlock Grove já está disponível na Netflix.

Saiba como ganhar vários seguidores em sua conta do Twitter! Experimente, de graça o TWTLikes!


* Essa mensagem de divulgação é opcional, o TumbLikes oferece a opção de não compartilhar essa publicação.

Concurso Webseries

Boa notícia para nossos aspirantes à profissionais na área de televisão, o Festival de Vitória – 21º Vitória Cine Vídeo abriu as inscrições gratuitas, de 05 a 31 de agosto, para o 1º Concurso Nacional de Web Séries. Tendo em vista que os novos formatos são maneiras de divulgar produtos e narrativas multimídia, a iniciativa tem como objetivo produzir conteúdos especiais para a Internet, que podem ser vistos em diferentes plataformas, como computadores, celulares e tablets.

“O objetivo do concurso é estimular um modelo de negócios para o formato de web séries, seja documental ou ficcional”, garante Lucia Caus, diretora do Festival de Vitória – 21º Vitória Cine Vídeo.

Podem participar do concurso episódios piloto que tenham de 8 a 10 minutos, nos gêneros ficção ou documentário, de qualquer região do Brasil. A web série não precisa ser inédita. A captação e o formato são livres e de escolha do diretor. “A plataforma de exibição do projeto também é livre, e fica a critério do realizador”, assegura Lucia. Uma comissão julgadora será composta por três profissionais do setor audiovisual. A comissão avaliará o mérito artístico dos projetos concorrentes.

O vencedor será anunciado na noite de premiação do Festival, dia 17 de setembro, e terá exibição no site do evento. O projeto escolhido também levará o Troféu Marlin Azul.A divulgação da web série vencedora será feita em redes sociais – em especial Facebook e Twitter – e no site do 21º Vitória Cine Vídeo.

Os interessados em participar do concurso poderão obter informações do regulamento e ter acesso à ficha de inscrição no site. Na ficha, haverá a possibilidade de colocar o link para download do material a ser avaliado.

Está querendo ganhar seguidores no Instagram? Veja o que o InstaLikes pode fazer! Ganhe seguidores e curtidas de graça, e rápido!


* Essa mensagem de divulgação é opcional, o TumbLikes oferece a opção de não compartilhar essa publicação.